Alguém está sem máscara? Não seja histérico. Não seja escroto.

Nunca as diferenças entre o modo de pensar de conservadores e progressistas ficaram tão nítidas como nessa Pandemia. Enquanto o conservador tá preocupado com a segurança de sua família, o progressista se preocupa com a sociedade. Se preocupar com o coletivo é legal, desde que vc não ultrapasse os limites.

Quais são os limites da preocupação com o todo?

Julgar mal quem não está usando máscara é errado, entenda. Se você é desses que acredita que detém a exclusividade sobre o altruísmo, você está excedendo o direito do outro, o direito de autodeterminação. Sei que a autodeterminação não é processada na cabeça de quem é de esquerda. O esquerdoso acredita no estado papai, poderoso, te dizendo o que deve e não deve fazer. Tente entender que a pessoa TEM DIREITO de não estar com máscara, mesmo que o governo o proíba. A pessoa tem o direito e sabe dos riscos e aceita arcar com consequências (muitas, ficar doente, ser espancado pela guarda municipal ou PM), apesar de você a tratar como uma criança, ela é adulta. Aceite que adultos já respondem por seus atos e se pergunte: será que o governo não está me tratando como criança também? A resposta é SIM, está.

Pior que se comportar como uma criança que dedura todo mundo que “não é perfeita” como você é saber das consequências – a repressão do governo – e torcer por elas como um sádico.

“Estão aproveitando esta pandemia pra fazerem germinar as idéias totalitárias que já estavam latentes na cabeça, e tudo com a desculpa “é pro seu bem”.”

Alexandre Garcia

Veja este ‘post’ do site Brasil Sem Medo.

“A escalada da insensatez da pandemia ganha mais um caso grave de violação de direitos e falta de bom senso. Por volta das 11h, em Brasília, uma cidadã foi impedida de entrar num supermercado e comprar comida para preparar o almoço dos filhos. Seu crime: estar sem máscara.
Por volta das 11h, segundo ela, dirigiu-se à uma loja da rede Pão de Açúcar para comprar comida e foi impedida de entrar pois não usava a máscara de tecido ou similar. Ora, precisando de comida para os filhos, pediu então que o gerente fosse chamado e, sem resolver a situação, o gerente acabou por chamar a polícia.

Toda a confusão aconteceu, segundo Paula, pela negativa do gerente em fornecer, por escrito, uma negativa da sua entrada na loja. Chamada então a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), foi apresentado um Termo Circunstanciado (TC) em que Paula admitia haver cometido um crime mas sem que a natureza e os fatos do crime fossem descritos. Na prática, uma carta branca sobre um crime sem natureza.

Com a nova recusa, agora em assinar o documento apresentado, Paula Félix aguarda desde o meio-dia na 5ª Delegacia de Polícia de Brasília para que seja lavrado um auto de flagrante ou que o TC seja apresentado com a descrição do ocorrido. À nossa equipe, Paula afirmou que já foi apresentado um novo TC na delegacia, porém com o mesmo molde do oferecido pelo agentes policiais: um TC com admissão de culpa, sem especificação da natureza do crime ou descrição dos fatos.

Ainda na delegacia, ela aguarda do lado de fora, pois não pode ser conduzida ao interior do prédio por estar sem máscara. O delegado ainda não a recebeu e, segundo ela, estaria dentro da delegacia cuidando de outros casos enquanto a faz aguardar no lado externo do prédio. Um dos agentes, segundo Paula, informou que o delegado estava ausente, em horário de almoço, o que foi desmentido por outras pessoas presentes.

Fica então aqui a cena kafkiana de uma mulher, na porta da delegacia, que não pode sair sem assinar um documento com o qual não concorda, que não é atendida pela autoridade policial e que não é nem acusada nem atendida em suas solicitações, que são legítimas. 

De acordo com Paula, seus filhos estão sozinhos em casa, e sem almoço.

A Redação do Brasil Sem Medo aguarda mais novidades sobre o caso. 

Douglas Pelegati

Entendeu as consequências? Então pare de dedurar as pessoas que não usam máscaras, que fazem festa e aglomerações, elas são adultas.

Eram pessoas como você que deduravam seus vizinhos na China.


Veja esse trecho de postagem do Site Misses.

“Todos os camponeses foram inicialmente divididos em quatro classes que eram consideradas politicamente aceitáveis: pobres, semi-pobres, médios, e ricos. Todos os outros eram considerados latifundiários e, assim, marcados para ser eliminados. Se nenhum latifundiário fosse encontrado, os “ricos” eram então incluídos nesse grupo.

A classe demonizada era desentocada em uma série de “encontros da amargura” — que ocorriam em nível nacional —, nos quais as pessoas delatavam seus vizinhos que possuíssem propriedades e que fossem politicamente desleais. Aqueles assim considerados eram imediatamente executados junto com quem quer que tivesse simpatias por eles.

A regra era que deveria haver ao menos uma pessoa morta por vilarejo. O número de mortos está estimado entre um milhão e cinco milhões. Adicionalmente, entre quatro e seis milhões de proprietários de terra foram trucidados pelo simples crime de serem donos de capital. Se alguém fosse suspeito de estar escondendo alguma riqueza, ele ou ela seria torturado com ferro quente até confessar. As famílias dos mortos eram também torturadas e os túmulos de seus predecessores eram saqueados e pilhados. O que acontecia com a terra? Era dividida em minúsculos lotes e distribuída entre os camponeses remanescentes.

Lew Rockwell

Novamente o Estado está te usando para poder reprimir seus iguais.

Veja esse trecho de uma postagem da organização Museu do Holocausto.

COMO ERAM DESCOBERTAS AS CRIANÇAS ESCONDIDAS.

Viver escondido era muito perigoso. Por toda a area européia ocupada pela Alemanha, os nazistas se esforçavam para encontrar judeus escondidos. Os soldados e funcionários alemães, bem como seus colaboradores locais, penalizavam severamente a quaisquer pessoas que tivessem ajudado algum judeu a se esconder, e ofereciam recompensas a quem os entregasse aos nazistas. A partir de março de 1943, a Gestapo (a polícia secreta alemã) começou a propor a alguns judeus que viviam na Alemanha, o adiamento de suas deportações em troca da delação dos locais onde se escondiam seus correligionários que faziam parte da resistência. De marco de 43 à primavera de 1945, quando o regime nazista já estava em ruínas, aqueles informantes haviam denunciado cerca de 2.000 pessoas. Em outros países, muitos judeus foram traídos por vizinhos que deram informações aos nazistas em troca de dinheiro ou então porque apoiavam os alemães. Na Polônia, então ocupada pela Alemanha, chantagistas poloneses extorquiam dinheiro ou propriedades dos judeus, ameaçando entregá-los às autoridades.”

Você está delatando DE GRAÇA. Pense nisso.

E pense nas consequências PRA VOCÊ no futuro, pois se hoje parece certo, amanhã pode não ser e você não será esquecido pelo julgamento da história.
Hoje é “do bem”, mas e amanhã?

Essa matéria de O Globo mostra bem isso: um italiano que secretamente entregava seus vizinhos para os fascistas. Ele passou incólume, mas hoje sua família passa a maior vergonha que o mundo livre poderia mostrar: era duro de governo totalitário. Detalhe, como a família era poderosa, conseguiram por muito tempo enganar a todos sendo registrado em livros e por artigos na imprensa, que o vestiam do manto de protetor dos judeus.

Lembro a famosa frase de Abe Lincoln:

Você pode enganar algumas pessoas o... Abraham Lincoln


A matéria é reservada para assinantes. Se você é, clique no link abaixo.

https://oglobo.globo.com/mundo/italiano-homenageado-como-salvador-de-judeus-visto-como-colaborador-fascista-8780594

Conclusão.

Não trate como criminoso quem não comete nenhum crime – a não ser em Pernambuco, governado pelo comunista declarado Paulo Câmara do PSB, que deve ter se inspirado na China em uma de suas inúmeras viagens que faz aquele país desde que foi eleito, ou em uma das visitas que o cônsul da China fez em seu gabinete.


Recomendo ler sobre o consórcio do nordeste e seus acordos de combate ao Covid-19 com a China: https://maranhaohoje.com/governadores-do-nordeste-oficializam-consorcio-e-buscam-parcerias/

Quem comete crimes é o governo, mas esse conta com a imprensa para mudar sua percepção da realidade lhe fazendo ter a sensação de que vice um apocalipse.
Eles usam a mesma arma dos nazistas, fascistas e comunistas: o medo.

E esse post é sobre LIBERDADE.

PRA ENTENDER MAIS SOBRE COMO A IMPRENSA MANIPULA O POVO PELO MEDO, RECOMENDO:

A formação de uma sociedade do medo através da influência da mídia

O papel da mídia na disseminação do medo.
http://www.lex.com.br/doutrina_26807022_O_PAPEL_DA_MIDIA_NA_DISSEMINACAO_DO_MEDO.aspx

A formação da sociedade através do medo.
http://www.justificando.com/2014/12/12/a-formacao-de-uma-sociedade-do-medo-atraves-da-influencia-da-midia/

Propaganda e repressão policial como arma nazista: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia/nazismo-violencia-e-propaganda-foram-as-armas-de-adolf-hitler.htm

O estatismo nos dá o exato oposto daquilo que promete.  Ele nos promete segurança, prosperidade e paz.

https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1343

HUMOR, PROPAGANDA E PERSUASÃO:
AS CHARGES E SEU LUGAR NA PROPAGANDA NAZISTA

https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/5779/Humor%20Propanda%20e%20Persuas%C3%A3o.pdf?sequence=1



 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: