Transmissão FlaTV: números reais as negociações com TV aberta e a reprovação da FERJ.

A audiência.
  • 14 milhões de visualizações no YouTube;
  • 2.2 milhões de acessos simultâneos;
  • 300 mil novos inscritos (antes da partida= 3,9 milhões, após a partida 4,2 milhões);
  • maior live esportiva do YouTube até agora (no mundo);
  • top 10 lives no YouTube no mundo entre todos os conteúdos.
    Fonte: FoxSports
  • No Facebook já são mais de 2 milhões de visualizações e no Twitter outros 203,6 mil acessos contabilizados.
    Fonte: IstoÉ Dinheiro

    Veja o vídeo onde as informações foram divulgadas:

Transmissão foi vista com ingressos pagos em 22 países, incluindo Afeganistão, e também no continente antártico.

A transmissão para o Brasil foi gratuita, mas a Maior Torcida do Mundo pôde contribuir com o valor que quisesse através das plataformas parceiras na ação “Vale o Ingresso”. Entradas simbólicas virtuais foram vendidas pela Super Ingresso – no fluxo de compra habitual dos torcedores do clube – e pela Eventim. Os rubro-negros também puderam participar doando atrás das plataformas Ame Digital e PicPay, através de QR codes, ou por transferência bancária para as contas do clube. No exterior, a contribuição também foi feita através do pagamento da transmissão Internacional, pelos torcedores que assistiram à partida pelo MyCujoo, plataforma de streaming de futebol.
Entre os que fazem parte do Nação Rubro-Negra, programa de sócio-torcedor do Flamengo, a ação teve enorme alcance. Houve compradores de ingressos simbólicos de todos os 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, distribuídos em 1601 cidades.
Fora do Brasil, os dados também impressionam. O clube recebeu doações de 22 países: Afeganistão, Albânia, Alemanha, Andorra, Antártida, Argentina, Austrália, Bielorrússia, Bolívia, Botsuana, Brunei, Canadá, Emirados Árabes, Estados Unidos, França, Holanda, Irlanda, Japão, Noruega, Portugal, Reino Unido e Suíça. Fonte: Fla Resenha


Agora as cifras.

  • R$ 800 mil arrecadados com ingressos virtuais no Brasil e exterior – no BR a transmissão foi gratuita, no exterior cobraram U$ 8); fonte: UOL Esportes
  • R$ 120 mil reais em patrocínios;
  • R$ 200 mil em ingressos;
  • R$ 2,7 milhões pelo SuperChat, onde o time fica com 70% do dinheiro e o YouTube com 30%.
    Para quem assistiu a transmissão fora do Brasil foi cobrado um valor de US$ 8 através do aplicativo My Cujoo e há uma estimativa de que foram mais de 10 mil pessoas pagando pelo jogo no exterior.

Negociações com a tv aberta.

Com a rescisão contratual da Globo para os direitos de transmissão do Campeonato Carioca, o Flamengo reabriu as possibilidades de conversas com emissoras de televisão que queriam fazer propostas para os próximos jogos do Estadual. A maioria das empresas consultadas pela reportagem ainda estuda questões, mas já admitem que, com a Globo sem contrato, o interesse cresce consideravelmente.

“Nos jogos que formos os mandantes, seguiremos com a nossa transmissão. Ou na Fla TV ou negociando com alguém que queira transmitir mediante um pagamento. Um canal, um grupo. Estamos abertos a tudo, pensando, monitorando.”

Vice-presidente Rodrigo Dunshee ao canal UOL Esportes

Os canais interessados.

A Record foi a única procurada pelo clube mas não demonstrou interesse.

Entre as TVs abertas consultadas, executivos de Band e RedeTV! ouvidos tiveram praticamente o mesmo posicionamento: existe vontade de transmitir, mas o jurídico das emissoras estão estudando se, de fato, existe segurança jurídica para um investimento. Outra ideia seria sublicenciar de uma empresa que compre os direitos, caso essa empresa deseje repassar.
Na TV por assinatura, o Grupo Disney, hoje dono dos canais ESPN e Fox Sports, também observa. A empresa não fez nenhum tipo de contato com o Flamengo, muito menos proposta, mas mandatários do canal não descartam um negócio no futuro e veem com bons olhos a incorporação do Carioca no portfólio, neste momento estudando a viabilidade da questão para o futuro.
Por fim, no streaming, executivos do DAZN foram consultados. A empresa avaliou que, no momento, existe uma oportunidade de mercado e a plataforma sempre observa situações assim. Mas ainda acredita que também existe uma questão jurídica que não deixa a compra do direito de transmissão clara para quem quer investir.

Ferj se manifesta contra os direitos de transmissão dos clubes mandantes.

A Ferj, em nota divulgada ontem (2), afirmou que irá contra notificar a Globo para entender os motivos da Globo ter rescindido o contrato com o Carioca, que ia até 2024 e como fica a situação das transmissões daqui para frente. A emissora carioca tinha contrato com a federação e, mesmo com a rescisão, manterá os pagamentos de cotas neste ano.

Confira a nota oficial:

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro foi surpreendida, nesta data, com a notificação da TV Globo sobre a rescisão de contrato dos direitos de transmissão do Campeonato Carioca e ainda com a informação, no documento, de que a emissora garante o pagamento integral da cota de 2020. Assim sendo, a FERJ apresentará a contra notificação e entende que os clubes signatários do contrato, no momento e mesmo como mandantes, não devem exercer o direito de transmitir suas partidas até posterior decisão.

Fonte: Gazeta Esportiva

A Globo se antecipou ao problema que seria não poder transmitir as semifinais e finais com o Flamengo. Algo que seria inédito.
O orgulho falou mais alto.
A FERJ amarelou pra Globo por causa das propinas que sempre rolam nas negociações de contratos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: